Representantes do Poder Judiciário conhecem ações de Unidade de Polícia Solidária, em Bayeux

Valorização dos Direitos Humanos, parceria com a comunidade e fortalecimento da segurança pública. Os aspectos foram ressaltados durante a visita de representantes do Poder Judiciário realizada na Unidade de Polícia Solidária, no bairro de Mário Andreazza, no município de Bayeux. No local, a Polícia Militar e a organização não governamental Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste (SPM-NE) atuam juntas na mediação de conflitos e resolução de problemas da comunidade.

Na visita, desembargador e juízes conheceram o projeto “De mãos dadas com a comunidade” e o Núcleo de Mediações Comunitário Francisco Vieira. A UPS, que tem atuado desde 2016 colabora com a redução dos crimes contra a vida, também promove oficinas ministradas por policiais e possui atuação conjunta com a ONG SPM-NE, e órgãos de assistência social.

“No Núcleo de Mediações Comunitário, os magistrados puderam acompanhar o passo a passo de como se dá o processo de mediação de conflitos, em que o policial militar é um agente facilitador do diálogo entre as partes da comunidade”, revelou o capitão Alexsandro de Souza, comandante da UPS. “A Unidade também recebe processos da Vara da Infância da cidade, em que age auxiliando na resolução de conflitos, como guarda e pensão”, disse o oficial.

Dentro do projeto “De Mãos Dadas com a Comunidade”, que alcança diretamente mais de 250 pessoas da região, foram mostradas diversas oficinas oferecidas, entre elas as de teatro, violão, percussão, leitura e aulas pré-Enem.

A visita contou com as presenças do desembargador João Benedito da Silva, e os juízes Gustavo Procópio e José Herbert Luna Lisboa. Eles foram recebidos pelo major Elmer Melz, coordenador de Integração Comunitária e Direitos Humanos da PMPB, capitão Alexsandro, e pelo coordenador de projetos da ONG Serviço Pastoral dos Migrantes, Ricardo Rian.


Fonte: https://wscom.com.br/representantes-do-poder-judiciario-conhecem-acoes-de-unidade-de-policia-solidaria-em-bayeux/

0 comentário
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • Whatsapp